A Igreja não sabe lidar com comunicação de massa’, afirma conferencista Wilson Gomes

Publicado em quarta-feira, julho 20, 2011 ·

bola_na_rede“A Igreja não sabe lidar com comunicação de massa”. Essa foi a conclusão do professor Wilson Gomes, convidado para a atividade de encerramento do segundo dia do 7º Mutirão Brasileiro de Comunicação, com o nome “Uma reflexão sobre a mídia contemporânea”. A conferência aconteceu no ginásio da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Wilson é professor da área de Comunicação da Universidade Federal da Bahia, mas tem embasamento para entrar no universo católico, apostólico e romano, pois se dedicou ao estudo de Teologia e Filosofia em Roma, e discorreu sobre o assunto com desenvoltura e olhar crítico.

O professor centrou sua apresentação em alguns pontos básicos, entre eles o lugar da igreja católica no conteúdo geral gerado por essa comunicação de massa. Para isso, algumas reflexões foram colocadas, umas acolhidas, outras rechaçadas. Em primeiro lugar, falou, a igreja católica precisa saber o que quer comunicar e de que forma essa comunicação deve ser feita.

“O que está em jogo não é a relação entre a igreja e seu fiel mais assíduo, já que não se precisa desse tipo de mediação para falar com Deus. Comunicação não serve para isso. O evangelho continua na fé”, afirmou.

De acordo com Wilson, nesse caso a comunicação deveria ser usada para questões como visibilidade, imagem, agendas, quadro de valores. “Isso, sim, precisa de mediação”, completou. E nessa questão, disse, a igreja não tem se saído bem. Aliás, muito pelo contrário.
Ao se envolver em assuntos de “desacordos morais”, por exemplo, a igreja só tem a perder. Descriminalizção do aborto, proibição ou não do uso de preservativo, julgamento de extensão com os direitos civis dos homossexuais, nas relações homoafetivas, são temas nos quais – conforme a visão do especialista – a igreja se envolveu e cujos resultados não são vistos como positivos quando o assunto é comunicação de massa.

Numa breve e superficial pesquisa em sites de buscas, Wilson encontrou dados que só mostram esse aspecto. Basta dizer que a igreja é pouco “citada”; e quando é, está relacionada a fatos considerados ruins para a própria instituição. “A maior parte [dessas citações] é inconveniente para ela. Não fiz uma pesquisa com curvas de estatísticas e tudo isso. Mas uma pesquisa sobre como a igreja vem aparecendo. Nem com o Ficha Limpa, no qual a igreja esteve à frente, ela aparece. Ou seja, em assuntos que são mesmo de relevância a igreja não aparece”, disse.

O professor falou, ainda, que igreja passou muito tempo sendo tratada “como grande”e que agora tem dificuldade em ser tratada “como pequena”. Ao refletir esses pontos se poderá chegar ao nível de comunicação que se quer, mas por enquanto “a igreja não sabe lidar com a comunicação de massa”.






Rogéria Araújo

Do Adital
Focando a Notícia

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627