internet

6 dicas para criar conteúdos incríveis para lojas virtuais

Publicado em quarta-feira, Março 3, 2021 ·

A experiência do consumidor no ambiente online é diferente das lojas físicas. Na internet, ele não pode conhecer os detalhes do produto, como o peso, textura, entre outras características.

A compra é feita com base apenas no conteúdo que está disponível no site. É importante lembrar que ele não se resume somente ao texto, mas engloba também vídeos, imagens e outros formatos.

Foi-se o tempo em que o objetivo de uma loja na internet era divulgar apenas um produto. Você deve educar o consumidor para que ele tenha mais confiança em finalizar uma compra.

Mas como fazer esse processo?

Quais são os cuidados que devo ter com o conteúdo?

Como criar conteúdos para lojas virtuais?

Vamos discutir agora esses pontos no texto.

Então, continue com a leitura e tire todas as suas dúvidas.

1- Seja original

Vamos iniciar as nossas dicas falando sobre a importância da originalidade. Um bom conteúdo é aquele que não é copiado da internet, seja de outros usuários ou de fornecedores.

Esse tipo de comportamento pode gerar duas consequências negativas para a sua marca. A primeira delas está relacionada ao plágio, que é um ato de assinar um material que não é de sua autoria. O responsável pelo crime pode ter sérios problemas na justiça.

A outra consequência negativa se refere ao Google, o maior buscador de pesquisa do mundo. Ele não admite plágios. Os conteúdos devem ser únicos. Quem insiste nesse tipo de comportamento pode ser penalizado e ver a sua página cair de posições no ranking.

2- Consulte o vendedor da loja

Outra dica interessante é contar com o apoio do vendedor da sua empresa. Ele  comunica todos os dias com o cliente. Então, pergunte quais são as dúvidas mais comuns das pessoas, quais são as suas dores e quais são as principais objeções.

Se um consumidor tiver dúvidas sobre o funcionamento de uma máquina de lavar, por exemplo, verifique se a informação está na página do produto. Caso contrário, recomendamos adicioná-la imediatamente. Um pequeno detalhe pode influenciar no poder de decisão do cliente.

A loja que desenvolve um texto completo e com as dúvidas dos leitores consegue construir um diferencial competitivo no ambiente de trabalho.

3- Fale sobre a finalidade do produto

O consumidor costuma dar preferência para as lojas que respondem todos os detalhes sobre a finalidade de um determinado produto. Afinal, ela enxerga o seu negócio como especialista e sua equipe precisa estar preparada para o momento em que ela mais precisa.

Um bom exemplo é a AirFryer, a nova sensação dos brasileiros. Você deve explicar como esse aparelho funciona, como preparar alimentos congelados, qual é o tempo de preparo e ajuste, se é permitido utilizar papel manteiga ou alumínio, entre outros questionamentos.

Após absorver todas as informações, ele estará mais preparado para comprar um produto ou serviço.

4- Assista ao youtube

Muita gente não sabe, mas o Youtube é uma ferramenta ideal para buscar novas informações para o seu público.

No maior buscador de vídeos do mundo, você pode acompanhar conteúdos que ensinam como utilizar um produto. Além disso, recomendamos ler os comentários das pessoas com bastante cuidado. Naquele ambiente, podem surgir várias ideias para o seu material.

5- Use os vídeos ao seu favor

Ao contrário do que muita gente imagina, o conteúdo em vídeo também é bem-vindo em um e-commerce. Ele traz vários benefícios para o seu negócio, como: fortalecimento de marca, interação, melhorar o rankeamento no Google e aumentar as chances de vendas.

Foi-se o tempo em que a produção de um vídeo era classificada como uma estratégia de alto investimento para as empresas. Agora, com um aparelho móvel de qualidade, é possível registrar ótimas imagens para a sua página.

Aqui, vale destacar uma dica de ouro. Para se ter uma ideia, até a edição de vídeo é um processo que não gera mais dores de cabeça para os profissionais.

Com poucos cliques, você consegue editar um conteúdo gratuitamente. Não é necessário ser um profissional no assunto para desenvolver belas histórias. A proposta da ferramenta é justamente oferecer um recurso prático, eficiente e seguro para os usuários.

6- Faça pesquisa de palavra-chave

A pesquisa de palavras-chave é fundamental para qualquer loja virtual. Por meio dessa consulta, você pode entender o número de pessoas que pesquisa sobre um assunto, como é o comportamento desse termo na internet e quais são as principais dúvidas dos leitores.

Imagine, por exemplo, que uma loja quer aumentar as vendas do seu ar-condicionado inverter. Ao pesquisar as principais dúvidas dos leitores no Google, podemos abordar sobre diversos assuntos sobre o tema.

Existem algumas ferramentas que facilitam o processo, como o Google Trends, Keyword Planner e o Ubersuggest. A primeira alternativa mostra quais são os termos mais buscados no Brasil em relação a uma determinada palavra-chave.

Já o Keyword Planner é conhecido como planejador de palavras do Google Ads (antigo Adwords). O usuário não precisa ter uma campanha no ar para aproveitar todos os recursos da ferramenta. Com uma conta Google, o seu acesso é liberado.

O ubersuggest permite que qualquer pessoa conheça quais são os assuntos mais buscados em relação a um assunto.

Ao digitar a palavra-chave Marketing Digital, a ferramenta apresenta diversos tipos de conteúdos.

Antes de começar a sua campanha, recomendamos estudar os principais segredos sobre a palavra-chave. Long tail e head tail são dois termos que devem ser incluídos em seu plano de estudo.

O lado positivo é que existem diversos cursos gratuitos na internet que abordam esse tema e outros detalhes do Marketing Digital.

Após conhecer as principais dicas para criar conteúdos para lojas virtuais, siga-nos nas redes sociais e descubra outras informações importantes que impactam no sucesso da sua empresa.

Aline Matos

 

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627