Seleção Brasileira convocada por Mano vale 19 vezes o time do Gabão

Publicado em sexta-feira, novembro 4, 2011 ·

80962_W220Q60I2SASRFHFVRLRRCLCTCRCBO Gabão ocupa a 68ª posição no ranking da Fifa. A média salarial de um jogador que atua no país gira em torno de € 500 (R$ 1,2 mil). Valores baixos para uma nação, que ao lado de Guiné Equatorial, será sede da Copa Africana em 2012. Mas o que chama mesmo a atenção é o valor atribuído pelos sites especializados da Europa ao grupo chamado por Gernot Rohr para o duelo contra o Brasil, no próximo dia 10, em Libreville. Os 22 convocados estão avaliados em € 16,5 milhões (algo em torno de R$ 39 milhões) contra € 325,3 milhões (cerca de R$ 774 milhões) da equipe de Mano Menezes. Em outras palavras, uma Seleção Brasileira vale 19 vezes o rival africano.

Os dados dos valores dos atletas foram retirados pelo GLOBOESPORTE.COM do site alemão “Transfermarkt”. Se Bruno Ecuélé Manga, do Lorient,  é o mais caro da equipe do Gabão (R$ 11 milhões), Daniel Alves, do Barcelona, é o mais valioso do time brasileiro. O lateral-direito, que não vai encarar os africanos por ter sido expulso no triunfo por 2 a 1 sobre o México, no mês passado, em Torreón, está cotado em € 35 milhões (R$ 84 milhões). Hulk, do Porto, é o segundo (R$ 73 milhões). Kaká, que foi chamado pela primeira vez por Mano, está em terceiro (R$ 71 milhões).

É lógico que temos que ser melhores, mas precisamos ser melhores na prática e na teoria”
Mano Menezes

Por outro lado, no time do Gabão alguns jogadores estão cotados em € 50 mil (R$ 120 mil). Para se ter uma ideia da disparidade, o atleta convocado por Mano Menezes com a menor cotação no site europeu é o atacante Dudu, ex-Cruzeiro e recentamente contratado pelo Dínamo de Kiev. O atleta foi avaliado em € 2 milhões (R$ 4,79 milhões). Com apenas 19 anos, foi um dos destaques da Seleção Brasileira sub-20 que conquistou o Mundial da categoria, no fim de agosto, em Bogotá, na Colômbia.

De acordo com o site, a Seleção Brasileira está avaliada em € 325,3 milhões (cerca de R$ 774 milhões). Já o Gabão, pelos valores atribuídos, vale € 16,5 milhões (algo em torno de R$ 39 milhões). Só o lateral-direito Daniel Alves vale pouco mais de sete vezes do que Bruno Ecuélé Manga. Apesar de toda a disparidade de valores, o técnico Mano Menezes não acredita em jogo fácil para o time canarinho em Libreville.

– Quando enfrentamos a Costa Rica, as pessoas disseram que iríamos enfrentar um time fraco. Mas dentro do jogo não vimos isso. A Seleção não conseguiu ser muito superior. Tenho cuidado e respeito em relação aos adversários. É lógico que temos que ser melhores, mas precisamos ser melhores na prática e na teoria. Cada jogo tem a sua importância – afirmou o treinador da Seleção Brasileira.

Gernot Rorh treinador gabão (Foto: Agência AFP)Gernot Rorh, treinador do Gabão, afirmou que quer evitar o ridículo no duelo contra o Brasil (Foto: Agência AFP)

Rohr, comandante do Gabão, não tem a mesma filosofia de Mano. O treinador elogiou o retorno de Kaká à Seleção, mas lamentou que seja justamente contra o time africano. Na opinião do técnico, a sua equipe terá que trabalhar forte e se concentrar para não fazer vergonha dentro de casa.

– Estamos motivados para enfrentar o Brasil, mas com muita humildade. Será um jogo equilibrado e muito difícil. Vamos trabalhar com disciplina. Temos que trabalhar forte para não fazermos ridículo diante do nosso público

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627